MUNDIAL DE ATLETISMO – SEXTO DIA

O sexto dia do mundial de atletismo não começou nada bem para o Brasil, Ana Cláudia Lemos e Franciela Krasucki não passaram da primeira fase nos 200 m. Depois foi a vez do revezamento 4 x 400m, a equipe brasileira passou no limite para a final, que será disputada amanhã.

O ucraniano Bohdan Bondarenko ficou com o ouro no salto em altura ao conseguir ultrapassar 2,41m, ficando a apenas 4 cm do recorde mundial, que por duas décadas pertence ao cubano Javier Sotomayor.

A colombiana Caterine Ibargüen conquistou a primeira medalha de ouro para a América Latina no Mundial de Atletismo de Moscou ao ganhar a prova do salto triplo, com a marca de 14,85 metros.

Anúncios

Crioterapia, utilização de gelo em lesões!

CRIOTERAPIA, VOCÊ FAZ?

crioterapia 

            Todo corredor de rua amador já passou ou vai passar por um momento em que reflete se deve continuar ou parar. Eu também já tive esse momento.

            Não fiz uma preparação adequada para a minha primeira maratona. Arrastei-me no último quarto de prova, e as dores me acompanharam nos meses seguintes. Comecei a sentir uma leve dor no joelho esquerdo; como estava próximo ao final do ano, não dei muita importância. No início de 2012, vim fazer uma prova no lago de Cascavel, terminei mancando.

            Comecei então um tratamento com anti-inflamatórios. Fiquei um mês sem correr. Voltei correndo devagar, fui aumentando aos poucos e, quando fui correr outra prova novamente, o joelho reclamou. Pensei em parar, mas foi um pensamento momentâneo. Decidi continuar correndo, mas sem forçar tanto. Em 1º de maio de 2012, terminei a corrida da PM no sacrifício. Senti vontade de chorar. Naquele momento, o apoio dos amigos da Acorrefoz foi fundamental.

            Já ouvira muito falar sobre tratamentos com gelo (crioterapia), porém nunca coloquei muita fé. Como fizera quase tudo sem resultado, resolvi tentar. Fiquei quase um mês sem correr, aplicando gelo por meia-hora todos os dias. Voltei a disputar provas, voltei a correr forte. Meu joelho nunca mais me incomodou.

            Lá se vai mais de um ano sem sentir uma dorzinha sequer no joelho esquerdo. O gelo tornou-se meu grande companheiro. Hoje, por precaução, depois de todo treino longo, aplico gelo nas pernas. A recuperação é incrível, sinto-me muito mais disposto depois do gelo.

            Muitos atletas utilizam a técnica de imersão em piscina gelada após muito esforço físico. Isso reduz significativamente o número de lesões.

            Alguns especialistas afirmam que o gelo sozinho não é capaz de curar nenhuma lesão. Bom, eu não uso remédio algum há mais de um ano e não sinto dor alguma.Tudo o que preciso é de algumas pedras de gelo, um saquinho e uma toalha. Simples e eficaz!

Texto enviado pelo atleta Sidclei Nagasawa Costa.